qua, 24 de abril de 2024 01:28

Autor de estupro de vulnerável contra filha e enteada é preso

Um homem suspeito de estupro de vulnerável praticados contra a enteada e contra a própria filha teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Polícia Civil, na quarta-feira (11), em ação do Núcleo de Proteção à Mulher, Criança, Adolescente e Idoso da Delegacia de Sorriso (442 km ao norte de Cuiabá).

O suspeito de 38 anos foi localizado em uma obra no centro da cidade, onde estava trabalhando e teve a ordem de prisão cumprida.

As investigações iniciaram no dia 07 de junho, quando a mãe das vítimas compareceu à Delegacia de Sorriso para denunciar o seu ex-companheiro por abusos sexuais praticados contra suas filhas.

Uma das vítimas, atualmente com 18 anos, é enteada do investigado e sofreu os abusos desde os seis anos de idade. A outra vítima, de 08 anos, é filha do suspeito e passou a sofrer os abusos após a separação do casal, quando ia visitar o pai.

Segundo as informações, o casal conviveu maritalmente durante 13 anos e os abusos contra a enteada iniciaram quando eles ainda moravam no estado do Maranhão, continuando após a mudança para a cidade de Sorriso. A mãe das vítimas relatou que chegou a se separar do suspeito por várias vezes, porém sempre reatava o relacionamento em razão de sua dependência financeira e emocional.

Após a separação, a filha do casal foi passar a noite na casa do pai e voltou reclamando de dores na região abdominal. Ouvida em escuta especial, a menor revelou que o pai ficava a abraçando de maneira estranha durante o dia e a noite pediu para que ela dormisse ao lado dele, ocasião em que teria ocorrido o abuso.

Diante das evidências, a delegada Jéssica Cristina de Assis representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça e cumprida na tarde de quarta-feira (11). Ele foi conduzido à Delegacia de Sorriso, onde foi interrogado sobre os fatos, ocasião em que confessou os abusos praticados contra a enteada, quando ela tinha apenas seis anos de idade.

Da assessoria PJC-MT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias