Logotipo

dom, 25 de fevereiro de 2024 01:22

Botelho confirma que não continuará no União Brasil: “fecharam a porta para mim”

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, antecipou, nesta segunda-feira (7), que deixará o União Brasil para pleitear a prefeitura de Cuiabá em 2024. O presidente da AL preferiu não revelar para qual partido migrará na janela eleitoral, mas deu como certa a desfiliação do UB. Dentro da sigla, Botelho vivia um impasse já que o dirigente do partido, o governador Mauro Mendes (UB), já tinha abraçado o projeto de Fábio Garcia ao Alencastro. 

“Eu estou trabalhando com a hipótese de estar fora do União Brasil. Não estou mais trabalhando com a hipótese de ficar dentro do partido. Já fecharam a porta para mim e se a porta está fechada, vamos para onde tem portas abertas para mim”, declarou Botelho à imprensa. 

“Eu não tenho vocação para fazer papel da índia Moema que ficou nadando no rio e morreu afogada atrás do Caramuru. Eu não tenho vocação para isso”, emendou. 

No início do ano, o presidente da AL chegou a ensaiar uma desfiliação em decorrência do embate com o deputado federal licenciado. No entanto, a crise foi contornada após uma reunião às pressas com Mauro Mendes. Desde então, Botelho recebeu o convite de vários partidos. Na lista estão Republicanos, PSD e MDB.

Nos bastidores, a expectativa é de que o presidente da AL confirme em breve a mudança para o PSD. Entre os Sociais Democratas, o convite foi reiterado diversas vezes por lideranças como o ministro da Agricultura e presidente estadual do partido, Carlos Fávaro e o deputado estadual Wilson Santos. Mais recentemente, o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, tornou a proposta ainda mais atrativa e garantiu toda a estrutura para a campanha de Botelho à prefeitura.

Fonte: HNT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias