Logotipo

dom, 25 de fevereiro de 2024 07:28

Criminoso que matou duas irmãs durante fuga da polícia é indiciado por homicídio qualificado

O delegado João Paulo Praisner indiciou João Vitor Barbosa da Cruz, de 21 anos, pelo crime de homicídio qualificado, por dolo eventual, das irmãs Ysabela Raiane Rodrigues dos Santos, de 7 anos, e Brenda Raquely Rodrigues dos Santos, de 9 anos. Ambas morreram em um acidente, em julho deste ano, causado pelo criminoso enquanto fugia da polícia em Rondonópolis (212 km de Cuiabá). 

“Ante o exposto, tendo em conta o prazo assinalado no art. 10 do CPP para a conclusão de IP com indiciado preso, encerro os trabalhos a cargo da Polícia Judiciária Civil com o INDICIAMENTO de JOÃO VITOR BARBOSA DA CRUZ como incurso nas sanções do artigo 121, parágrafo 2º, inciso IV do Código Penal em relação às duas vítimas fatais, 121, parágrafo 2º, inciso IV, c/c artigo 14, inciso II, ambos do Código Penal, em relação às vítimas sobreviventes, delitos esses praticados por dolo eventual (artigo 18, inciso I segunda parte do Código Penal), e ainda artigo 180 do Código Penal (visto que estava conduzindo veículo automotor com registro de furto), encaminhando o presente relatório à apreciação de Vossa Excelência e do Excelentíssimo Representante do Ministério Público”, diz o documento.

A autoridade policial ainda destacou a imprudência do suspeito de conduzir o veículo em alta velocidade em uma via de grande movimento, mesmo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação. A polícia ainda informou que o criminoso dirigia o veículo com velocidade aproximada de 100 km/h.

O ACIDENTE

O criminoso em questão estava em fuga da polícia quando invadiu a preferencial e bateu no carro em que estavam as crianças com a família. Devido ao impacto do acidente, o veículo capotou e ficou parado de lado em uma calçada da cidade.

De acordo com informações da Polícia Militar, o suspeito passou em alta velocidade por quatro bairros da cidade, desobedecendo as sinalizações. A perseguição começou depois de os agentes identificarem a caminhonete Amarok furtada no fim de semana anterior ao acidente. Ao receber ordem de parada com sirene e giroflex, no intuito de fazer a abordagem, o carro disparou em fuga.

Os policiais pediram apoio a outras viaturas para fazer o cerco policial. Na rua Santa Catarina, do bairro Jardim Adriana, a Amarok avançou a preferencial na avenida das Papoulas e bateu no Gol, deixando cinco vítimas no local, sendo duas crianças mortas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias