Logotipo

dom, 25 de fevereiro de 2024 07:32

Governador minimiza posição de Fabinho em pesquisa eleitoral

O governador de Mato Grosso Mauro Mendes (União) minimizou a pesquisa eleitoral a respeito da eleição de 2024 para a Prefeitura de Cuiabá, que coloca em uma posição ruim o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia (União). A pesquisa foi divulgada pelo Paraná Pesquisas, nesta terça-feira (8). 

“Eu avalio o seguinte, que se a pesquisa fosse definitiva, não precisava fazer eleição. Fazia uma pesquisa um ano antes, dois anos antes e pronto, estava encerrada a eleição. Quando eu ganhei para a Prefeitura de Cuiabá, comecei atrás. Quando eu ganhei para governador, eu comecei atrás”, lembra o governador. 

Fabinho detém o favoritismo de Mauro, que ocupa a presidência regional do União Brasil, para disputar a Prefeitura de Cuiabá no ano que vem. Tanto que o outro pré-candidato, deputado estadual Eduardo Botelho, está de malas prontas do partido para buscar abrigo ao seu projeto político em outra sigla.

No entanto, conforme a pesquisa, na modalidade espontânea, quando aos entrevistados não é apresentada nenhuma alternativa para resposta, Garcia aparece em 4º lugar dentre os nomes citados, com 1,5% de menções.

O primeiro nome mais citado foi o do deputado federal Abílio Brunini (PL), que fez 5,3% das intenções de votos. Em seguida, ficou o deputado estadual Eduardo Botelho (União) com 3,2%, e o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), com 2,2%. Embora o nome de Emanuel tenha sido citado por eleitores, ele não pode mais disputar a prefeitura, pois já está em seu segundo mandato.

Na modalidade espontânea, 774% dos entrevistados escolheram a opção Não sabe/ Não respondeu e 9,5% a Ninguém/ Branco/ Nulo.

Os cenários 1 e 2, feitos na modalidade estimulada – quando uma lista de nomes é passada para os entrevistados – não citam o nome de Garcia.

No cenário 1, Abílio aparece com 34,1%, Botelho com 20,7%, o deputado estadual Lúdio Cabral com 19,3%, e o vice-prefeito de Cuiabá José Roberto Stopa com 5,5%, Não sabe/ Não respondeu somaram 5,5% e Nenhum/ Branco/ Nulo 14,9%.

No cenário 2, Abílio fez 34,9%, seguido de Botelho com 22,1%, Rosa Neide com 14,5% e Stopa com 6,7%. Não sabe/ Não respondeu marcaram 5,9% e Nenhum/ Branco/ Nulo 15,9%.

Já cenário 3 da pesquisa, único na modalidade estimulada que cita Fábio Garcia, ele ocupa o 3º lugar com 14,9% da preferência dos ouvidos. O vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV) aparece em 4º com 6,2%; o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) em 2º com 22,1%; e Abílio em 1° com 34,2%. Não sabe/ Não respondeu fizeram 6,6% e Nenhum/ Branco/ Nulo 16%.

A pesquisa foi feita com eleitores com 16 anos ou mais e ouviu uma amostra de 730 pessoas entre os dias 03 e 06 de agosto de 2023. “Tal amostra representativa do município de Cuiabá atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 3,7 pontos percentuais para os resultados gerais”, aponta o instituto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias