Logotipo

sex, 23 de fevereiro de 2024 02:17

Juiz avalia inclusão de secretária-adjunta em denúncia de corrupção na Saúde de Mato Grosso

O juiz Jean Garcia de Freitas Bezerra, da 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, aguardará a juntada de documentos relacionados a processos de licitações e dispensas antes de decidir sobre o aditamento da denúncia do Ministério Público contra 21 pessoas investigadas na “Operação Espelho”. Esta operação investiga um esquema de corrupção envolvendo aquisições de medicamentos e equipamentos pelo Sistema de Saúde do Estado de Mato Grosso.

O Ministério Público Estadual (MPE) solicitou o aditamento da denúncia para incluir Caroline Campos Dobes Conturbia Neves, secretária-adjunta de Saúde de Mato Grosso, no crime de organização criminosa. Foram requeridas medidas cautelares contra Caroline, como o comparecimento periódico em juízo, proibição de acesso à Secretaria de Estado de Saúde e unidades de saúde relacionadas, proibição de contato com funcionários da SES-MT, empresários e médicos envolvidos no esquema, além da suspensão de função pública e proibição de deixar o país, com recolhimento do passaporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias