qua, 24 de abril de 2024 05:07

Sandra Annenberg precisou se conter após agressão a colega da Globo

Durante entrevista ao podcast Sem Nome Pode, Sandra Annenberg explicou que o famoso meme “que deselegante” surgiu como uma alternativa encontrada por ela para se conter e não falar um palavrão ao vivo na TV Globo, após sua colega de profissão, Monalisa Perrone, ser agredida por um homem durante o Jornal Hoje.

Sandra Annenberg relembrou que à época, em 2011, o então presidente Lula (PT), havia sido internado para realizar a primeira sessão de quimioterapia contra um tratamento de câncer na garganta, e Monalisa foi escalada para cobrir o caso.

“Era a primeira sessão de quimioterapia do ex-presidente Lula na época, a gente estava no Jornal Hoje ao vivo para dizer que o ex-presidente tinha dado entrada, que ia fazer a primeira sessão e tal. E aí nós chamamos ao vivo a repórter e na hora que ela entrou e falou ‘estamos aqui ao vivo no hospital para acompanhar’ veio um cara por trás e empurrou ela, e ela muito pequeninha, magrinha, voou, na hora que aquilo aconteceu tiraram do ar, volta para o estúdio, tipo, ‘se vira, é com você’”, contou Annenberg.

A jornalista afirmou que ficou sem reação, e que sentiu vontade de falar palavrões na hora, porém, se segurou.

“Eu fiquei olhando aquela situação, e eu fiquei pensando o que dizer, tudo que vinha a minha cabeça só eram palavrões, tudo que eu pensava não dava para ser dito ao vivo, hora do almoço, [pensei] ‘não posso ser deselegante com o telespectador’, [saiu o] ‘que deselegante’. Foi uma coisa que saiu daquele jeito, sem nenhuma intenção de nada, só para eu sair daquela situação constrangedora que não sabia o que dizer”, completou.

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias