Logotipo

dom, 25 de fevereiro de 2024 07:11

Vinte e quatro autores de assassinatos de mulheres em MT foram presos no primeiro semestre

O levantamento “Mortes Violentas de Mulheres e Meninas em Mato Grosso”, produzido pela Polícia Civil de Mato Grosso traz também um perfil de quem cometeu os crimes de homicídio e feminicídio no primeiro semestre deste ano. Entre os 45 autores dos homicídios de mulheres, identificados em 58% dos inquéritos policiais já concluídos, 24 foram presos em flagrante ou por mandados judiciais e, desses, 22 têm registros criminais, dois foram mortos e um cometeu suicídio. Os demais casos seguem em investigação.

Os autores com registros criminais anteriores respondem por delitos como tráfico, homicídio tentado e consumado, injúria, difamação, ameaça, lesão corporal, violência psicológica, roubo, porte de arma, furto, estelionato e dano. Os números apontam ainda que 80% dos autores dos homicídios de mulheres e meninas no estado têm entre 18 e 39 anos.

O relatório elaborado pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil elenca os homicídios de mulheres registrados no estado com base em dados dos boletins de ocorrência e peças investigativas. A análise detalha ainda o local dos homicídios e meio empregado, solicitação de medidas protetivas, perfis das vítimas, vínculo entre vítimas e autores dos crimes, índice de resolução e prisões e os efeitos da violência contra mulheres.

Mato Grosso registrou no primeiro semestre deste ano 43 mortes de mulheres e meninas, sendo 18 delas classificadas como crimes de feminicídio. Em relação ao mesmo período do ano passado, as ocorrências tiveram redução de 16% nos homicídios de mulheres em geral e de 22% nos feminicídios.

Autores identificados

Em relação aos crimes caracterizados como feminicídios, quando as vítimas são mortas em decorrência da violência de gênero, violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição feminina, 100% dos inquéritos instaurados no primeiro semestre deste ano foram concluídos com a identificação dos autores. “Pela natureza, parte dos feminicídios tem a autoria elucidada ainda no local do fato, quando em decorrência da violência doméstica, em que o autor geralmente é o companheiro, namorado, ex-parceiro ou familiar”, destaca o setor de Inteligência Estratégica. 

Nove vítimas de homicídios neste ano tinham registrado boletins de ocorrências contra os autores. Em 72% das mortes, os crimes ocorreram dentro de casa e armas de fogo foram empregadas em 68% dos homicídios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redes sociais

Notícias relacionadas

Ultimas noticias